terça-feira, 9 de março de 2010

"FT": retaliação a itens dos EUA pode iniciar guerra comercial

Problema começou devido aos subsídios que os EUA aplicam ao algodão; negociação sobre o assunto já dura cerca de oito anos

Da Redação, com Agência Estado

A retaliação comercial do Brasil a mais de 100 itens americanos, que vão desde produtos de beleza a metanol, pode dar início a uma guerra de mercado com os Estados Unidos, devido aos subsídios aplicados pelo país ao algodão, após oito anos de negociações por meio da Organização Mundial do Comércio (OMC), segundo o jornal “Financial Times”.

O secretário de comércio dos EUA, Gary Locke, e o deputado, Michael Froman, devem chegar ao Brasil nesta terça-feira (9) e a previsão é de conversar sobre a questão dos subsídios em reuniões com o governo, informou o jornal.

A retaliação é um aumento na alíquota do Imposto de Importação (II), que deve acabar acarretando na alta dos preços dos produtos no Brasil.

Impacto

O diretor do Departamento Econômico do Itamaraty, Carlos Cozendey, disse que a lista publicada na segunda (8) no Diário Oficial da União, de retaliação na importação de mais de 100 itens americanos, deve ter um impacto comercial de US$ 591 milhões (ou R$ 1.052.925.600,00). Segundo ele, o valor é estimado com base no impacto do aumento da tarifa no valor final do produto.

Cozendey explicou que o valor autorizado pela OMC era o piso, mas poderia chegar a até US$ 829 milhões. No entanto, o Brasil decidiu que US$ 238 milhões serão utilizados na retaliação na área de propriedade intelectual e serviços.
A secretária executiva da Câmara de Comércio Exterior (Camex), Lytha Spíndola , disse que o Brasil permanece aberto para receber propostas do governo dos EUA para acabar com a aplicação de subsídios à produção doméstica e à exportação de algodão.

Lista
A maior parte dos itens que fazem parte dos produtos a serem retaliados são alimentos (16). Na sequência, aparecem aparelhos eletrônicos (14), higiene e cosméticos (14), produtos agrícolas (11) e têxteis e confecções (10).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...