domingo, 28 de fevereiro de 2010

Cuidados para adquirir ou vender um carro usado

Você deve saber que a compra de pessoa física para pessoa física não constitui uma relação de consumo e, por isso, não dá direito às garantias do Código de Defesa do Consumidor.

Pesquise em jornais e revistas especializadas que podem ajudá-lo a ter uma noção de preços e boas ofertas.

Cuidado! Um carro com preço bem menor do que o de mercado pode ter problemas. Ou está em péssimo estado ou foi roubado e adulterado.

Ao encontrar em classificados um veículo que atenda seus interesses, tome alguns cuidados especiais:

• Não faça negócio por telefone;

• Vá na casa ou loja do vendedor;

• Não dê dinheiro adiantado;

• Peça ajuda de mecânico de confiança para vistoriar o carro;

• Nunca vá sozinho.

• Para vistoriar um automóvel externamente, faça-o sempre à luz do dia.

• Ondulações e amassados podem indicar que o carro foi batido.

• Bolha na pintura é indicação de ferrugem;

• Portas e o capô devem se encaixar perfeitamente ao serem fechados;

•Para saber se os amortecedores estão bons, force o carro algumas vezes para baixo e solte-o. Se balançar diversas vezes, é sinal de que o amortecedor precisa ser trocado;

• Pneus lisos podem indicar também problemas com a suspensão, alinhamento ou balanceamento de rodas;

• Para saber se furos ou batidas foram consertados com massa plástica, de umas batidinhas com a mão na lataria. Som irregular é sinal de maracutaia.

• Embrulhe um imã numa flanela emovimente-o pela lataria. Onde ele se desprender, é sinal de que há massa plástica;

• Cheque todos os comandos do carro: faróis, limpadores, desembaçador, pisca-pisca, pisca-alerta, etc...

• Examine todos os equipamentos obrigatórios de segurança: extintor de incêndio, cinto de segurança, triângulo, macaco, chave-de-roda e estepe. É sempre bom exigir manual do proprietário.


Documentação:

• Exija os documentos originais;

• Cuidado, porque quadrilhas especializadas falsificam todo tipo de documento de carro.

• Antes de fechar negócio, verifique se o veículo não é produto de roubo.

• Verifique se os documentos do carro estão em ordem e pagos;

• O Certificado de Registro deve ser assinado pelo vendedor com firma reconhecida em cartório;

• O carro deve ser transferido em 30 dias;

• No caso de carro importado, exija a quarta via de importação;

• As multas devem ser checadas antes de se fechar o negócio. Para veículos de São Paulo, a pesquisa sobre multas no município pode ser feita através do site http://sampa5.prodam.sp.gov.br/multas/

• Tome cuidado ao comprar um carro em feiras de automóvel. Tem gente honesta, mas os bandidos costumam também usar esses locais.

• Ao vender um carro ou estabelecer uma troca, nunca deixe o pretendente andar com o seu carro sozinho. Ele pode ser um bandido e fugir.

• Só entregue o veículo vendido após o crédito definitivo em sua conta bancária. Cuidado com os cheques.

• Nunca receba um comprador dentro de sua casa, antes que você se certifique que se trata de pessoa honesta.

• Cuidado com os golpes. Principalmente de anúncios em jornais que oferecem "grande negócios". Ninguém dá nada a ninguém.

• Desconfie de muitas vantagens.

• Não faça uma compra apressada, principalmente em feriados ou finais de semana.

• Examine o veículo à luz do dia e totalmente seco.

• Confira as características do carro com as que constam no certificado de propriedade _ano, marca, número do chassi, cor etc. Veja se não há sinais de adulteração, como pontos de solda irregulares nas áreas de identificação do chassi.

• Consulte, junto ao Detran e à polícia, dados sobre registro de furtos, multas e bloqueios judiciais.

• Verifique vazamentos de óleo.

• Cheque se o carro apresenta pontos de ferrugem debaixo dos tapetes, do carpete, nos pára-lamas, portas, capô e junto a borrachas e frisos.

• Com o motor ligado, acione o freio, pressionando o pé no pedal. Se o pedal baixar aos poucos, há provavelmente vazamento de fluido de freio.

• Fique atento se o veículo inclina demais em curvas, ou balança em excesso ao passar por ondulações do piso.

• Ruídos constantes em freagens podem significar desgaste nas pastilhas de freio.

• Não ligue o rádio do carro e mantenha os vidros fechados, para melhor observar ruídos.

• Em um local plano e sem trânsito, solte as mãos da direção e freie. Se o carro puxar para um dos lados, pode haver problemas nos freios, suspensão ou mesmo má calibragem dos pneus.

Telefones úteis

CET- http://www.cetsp.com.br - FALE COM A CET ATRAVÉS DO TELEFONE 1188

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...