domingo, 13 de abril de 2014

Os 5 trabalhos mais degradantes do mundo

Se você está insatisfeito com seu trabalho ou com o salário da ganha, fique sabendo que a situação sempre pode piorar. Essa possibilidade, no entanto, só não é viável para quem já chegou ao fundo do poço e exerce as funções mais degradantes que o ser humano poderia desempenhar para tentar manter o mínimo do necessário para suas famílias.
Se você acha que isso é exagero e que não existem pessoas em tais situações pelo mundo, fique sabendo que esse é o maior de seus enganos! Muita gente, nesse planeta à fora, está abaixo do limite da dignidade, na miséria financeira total e sem perspectivas de mudanças. Exemplo disso são os cinco trabalhos mais degradantes que já existiram:

1. MINEIRO NA RATOEIRA NEVADA





Mineiro na ratoeira nevada, curiosidades, trabalhos degradantes


Nesse lugar, as pessoas trabalham em condições subumanas e sempre com medo. Se por acaso acontecer um deslizamento, de 10 centímetros que seja, é o fim dos que tiram a “sobrevivência” da mineração, na bacia do Donbás. Quem trabalha aí procura carvão em filões, antigamente chamados de “ratoeiras”. Fora da mina, as mulheres carregam o carvão em meio à neve, até duas toneladas por dia cada uma.

2. METALÚRGICO NA CHINA

Metalúrgico na China, curiosidades, trabalhos degradantes

Os maiores fornos da China, e talvez do mundo, estão no noroeste do país, na província de Liaoning. Nesse lugar, milhares de pessoas trabalham, com cargas horárias exaustivas, fundindo ferro e aço para a maior parte dos demais países. O que mais impressiona é que, há mais de meio século, as condições de trabalho nesses lugares são as mesmas… nunca houve qualquer sinal de melhoria ou um pequeno aceno dos direitos trabalhistas a esses metalúrgicos.

3. DESMONTADORES DE PETROLEIROS

Desmontadores de petroleiros, curiosidades, trabalhos degradantes

Os pastunes, principal grupo étnico dos talibãs, são pobres e acabam procurando lugares como Gaddani, um porto do Paquistão convertido em cemitério de barcos gigantescos, para ganhar algum dinheiro. Nesse lugar, milhares de trabalhadores desmancham cargueiros e petroleiros para convertê-los em placas de aço, correndo o risco de despencarem das embarcações que têm, em média, 80 metros de altura.
Os desmontadores trabalham durante um ano e depois, com sorte, podem voltar durante um mês para suas casas. A forma com que são pagos nunca foi suficiente e essa é uma boa forma de garantir que eles retornem aos ofícios, depois das “férias”.

4. ABATEDORES EM PORT HARCOURT


Abatedores em port harcourt, curiosidades, trabalhos degradantes
Na Nigéria, um dos países mais pobres da África, entre outros tantos empregos degradantes, está o de abatedor, no matadouro de Port Harcourt, uma cidade petroleira. Durante sua jornada, os trabalhadores desse lugar arrastam pesadas carcaças de vaca pela lama para levá-las até a fogueira, onde são assadas e vendidas. No final do dia, se nenhum acidente grave acontece, muitos completam seu miserável salário com outros trabalhos, como o de moto-táxi.

5. MULA HUMANA NO KAWAH IJEN


Mula humana no kawah ijen, curiosidades, trabalhos degradantes

Todos os dias dezenas de homens sobem ao vulcão indonésio Kawah Ijen para arrancar enormes blocos de enxofre, por um salário miserável. Em meio às fumaças tóxicas, eles descem carregados como mulas, com mais de 100 quilos de mineral em seus ombros, deformando suas costas.

Fonte: macaco velho

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...